Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

OOTD: Rapunzel

Essas duas peças foram pegas na casa da minha tia, onde ela guarda varias roupas que a antiga moradora ( uma idosa que tinha uma loja nos anos 80/90) não quer mais. Muitas roupas do meu atual guarda-roupa são da lá. Amo muito.
O óculos é de um brechó que fica em Jardim da Penha. E o sapato, o cinto e a bolsa também foram comprados em um brechó, um aqui do meu bairro, Centro. Esses dois bairros ficam em Vitória, ES.







quarta-feira, 10 de agosto de 2016

fotografia: TRANÇAS

Fiz essas tranças na madrugada do dia 10/8. Usei 5 pacotes de jumbo, cada um custou 13 reais. 
Deu um pouco de trabalho, mas nada impossível. Não consegui apertar muito forte a raiz, mas ficou ótimo assim mesmo.  
Acho que a paciência é uma das coisas mais importantes de se ter quando decidimos trançar nosso próprio cabelo. Mas o resultado é ótimo!
Estou adorando. queria colocar tranças desde 2013, e agora finalmente consegui.

Essas fotos foram tiradas em meu quarto, com uma Canon 160xs ( a mais basica de todos os modelos). Coloquei no modo automatico.
Noto que gosto muito de fazer um jogo com as sombras em minhas fotografias. Acho que vou me aprofundar um pouco nesse tipo de produção.
Ah! e eu tambem adoro tirar essas seminudes.










domingo, 24 de julho de 2016

Praça da Liberdade - BH

Essas são mais fotos tiradas em minha viagem a Belo Horizonte. O lugar se chama Praça da Liberdade, e se tornou um dos meus prediletos da cidade. Neste dia eu também visitei o Espaço do Conhecimento UFMG, que fica em uma das calçadas que norteiam a praça, e assisti uma sessão do planetário eles possuem; que tem uma visão 180° x 360° fazendo com que todo o ambiente se transforme em uma especie de cinema 3D, mas sem precisar de óculos. Queria poder ter ido no observatório ( que fica no mesmo andar do planetário) , mas eu e minhas amigas não sabíamos que era preciso pegar senha dai acabou não rolando. 
Eu amei conhecer o lugar onde está a Praça da Liberdade, pois em volta dela há vários museus e outros lugares de produção de arte. Não fui em todos, mas pretendo voltar para conhece-los. 

Enfim, as fotos do meu rosto foram tiradas pela minha amiga Evilin, e todas as outras foram tiradas por mim. 

+LINKS

Espaço do Conhecimento UFMG
































sábado, 23 de julho de 2016

DEGELO TROPICAL

Universidade Federal do Espirito Santo
Trabalho final da disciplina Escultura I - Artes Plásticas 
Artistas: Ana Luiza Pio, Castiel Vitorino, Heitor Amorim e Rômulo Alcântara 


DEGELO TROPICAL
É de um saber comum a alta velocidade de descongelamento num país tropical, mas por que esta velocidade parece diminuir e este processo se estender quando paramos para observá-lo? O quão sensível estamos para os processos ao nosso redor? A entropia, é uma grandeza termodinâmica que mensura o grau de irreversibilidade de um sistema, encontrando-se geralmente associada ao que denomina-se por desordem, diz respeito a um movimento de caos irreversível, de uma degradação naturalmente imposta a materiais orgânicos e inorgânicos, animados ou inanimados.
A formatação final do trabalho nasce da experimentação e do improviso, da utilização de objetos do cotidiano e por uma escolha rápida, pensando na melhor solução para aquele momento com ferramentas ao alcance das mãos. Elementos como cor, pixel, reflexos e som, que não deveriam ser utilizados na ideia inicial, ganham força de expressão, gerando uma imagem atraente que chama a atenção de quem vê, convidando o olhar a observar aquela cena lenta de movimentação quase imperceptível, porém rápida, levantando a questão da percepção do tempo e como nos relacionamos com ele.
Esta percepção do tempo se faz presente nos processos entrópicos, na forma e condições em que cada material se degrada, se transforma, seja mudando sua fase ou adquirindo novos arranjos químicos. O vídeo expõe este processo, evidenciando a alta velocidade com que o gelo sofre sua mudança de fase quando comparado com o arame de alumínio e sua lenta oxidação. Lenta? Da física temos o referencial, tudo depende do ponto que escolhemos como referência, portanto, o quão lento seria o processo do alumínio quando comparado ao do diamante? Conseguiríamos observar tais processos? Essa relação dialética entre os extremos de degradação se torna possível através da percepção do tempo.
O vídeo se relaciona com o espaço tendo sua projeção deslocada próximo ao chão, em que sua base se encontra na aresta entre o piso e a parede, levantando a questão sobre a janela e o espaço metafórico presente nas artes visuais. A projeção com tais características rompe com a ideia desta janela recorrente em arranjos que utilizam a moldura como composição, a projeção assim inserida no ambiente faz com que o indivíduo o perceba de forma diferente, estando no mesmo espaço da projeção podendo até mesmo alterá-la ao ficar diante dela, minimizando assim a ideia janela metafórica.

Assim, o resultado final materializa essa desorganização na medida em que mostra o processo de degradação, não apenas de um dos materiais do objeto ali construído, mas também de seu conjunto. Também trazendo a discussão  sobre a tradição e composição das formas em que as obras artísticas são expostas, questionando a relação do espaço metafórico nas artes visuais.









segunda-feira, 18 de julho de 2016

OOTD + COSTURA: Vestido verde musgo

Esse vestido foi feito às pressas, em poucas horas antes de eu viajar para Belo Horizonte. Estou gostando bastante desses tons terrosos. Acredito que estou caminhando para uma estética mais vintage, mas não sei quanto tempo isso vai durar, e nem se foi concretiza-la. Posso mudar de estilo no meio do processo. Tenho feito e comprado ( em brechó) roupas  com modelagens unissex e femininas. Usar saias e vestidos é muito confortável! 
Quando a modelagem é reta ou a roupa fica larga em mim eu a vejo como unissex. Mas não é tão simples assim. Por isso, na maioria das vezes eu acabo criando eu mesmo as roupas.